terça-feira, 17 de julho de 2007

PIOMETRA

Agora, Piometra. A piometra é uma infecção grave que acomete gatas/cadelas não castradas que entraram no cio e não cruzaram, com maior acometimento de animais que nunca cruzaram.


"É uma infecção uterina que acomete gatas e cadelas, principalmente acima dos 5 anos de idade, ocorrendo também aparecer em fêmeas mais jovens. A frequência da doença é maior em gatas que nunca tiveram cria, daí o equivocado dizer popular "gata que nunca cruzou tem câncer no útero". Na verdade, a piometra (e não o câncer) pode aparecer mais facilmente em gatas que nunca criaram, porém, temos visto que também animais que já tiveram sua cria podem ter piometra. Assim, acasalar uma fêmea no intuito de prevenir a infecção uterina (piometra), certamente não é um método 100% eficaz. Os sinais da doença aparecem, geralmente, 1 mês após o último cio. A gata pára de comer, parece triste, tem febre, aumenta a ingestão de água e consequentemente a produção de urina, e apresenta vômitos. Um corrimento vaginal abundante, espêsso, de odor desagradável e cor parda é um sinal bastante característico da piometra. Os locais onde a fêmea senta ficam manchados pela secreção. Muitas gatas lambem insistentemente a região genital e o proprietário poderá não perceber o corrimento. Em alguns casos que denominamos "piometra fechada" esse corrimento não aparece, o que dificulta o diagnóstico."


encontrei um errinho no texto dese site, se você olhar, é importante castrar ANTES do primeiro cio


Antigamente pensava-se que a piometra era simplesmente uma infecção uterina, mas hoje sabe-se que é uma anomalia hormonal e uma infecção bacteriana secundária, podendo estar ou não presente. É comum em fêmeas adultas de cães e gatos que não tenham cruzado e não tenham sido castradas. Ocorre em um período de 2 a 4 meses após o cio no qual não tenha havido fertilização.
O que causa a piometra?
Os dois principais hormônios ovarianos são o estrogênio e a progesterona. A piometra é causada por uma maior concentração de progesterona e/ou uma hipersensibilização do útero. Em ambos os casos são formados cistos que contêm numerosas células secretórias, produzindo uma grande quantidade de fluidos que são lançados no interior do útero. Este fluido, além do espessamento das paredes do útero, faz com que este aumente de tamanho.Com o avanço da doença, este fluido começa a vazar pela vagina, fazendo com que o animal se lamba continuamente na tentativa de manter-se limpo. Como no trato uterino existem bactérias que chegaram através do cérvix, elas podem aproveitar as condições próprias, como material orgânico e irrigação sanguínea, ocasionando uma resposta mais aguda com a presença de fluido e linfócitos no órgão afetado. Após um certo tempo ocorre o fechamento do cérvix, e com o acúmulo de fluido e secreções inflamatórias, pode ocorrer a ruptura do útero e a liberação deste material na cavidade abdominal, levando o animal à morte em 48 horas, caso não haja socorro urgente.O organismo tentará eliminar a infecção por meio da filtração renal, porém, o excesso de secreção é tão grande que há uma sobrecarga dos rins, e pode ocorrer uma falência renal, levando o animal à morte.

Sintomas


  • Polidipsia - o animal passa a beber muita água;

  • Poliúria - excesso de urina;

  • Secreção vaginal;

  • Animal se lambe excessivamente;

  • Febre;

  • Com o aumento progressivo do útero, o animal passa a ter dificuldade para se erguer;

  • No estágio de falência renal ocorre a diminuição do apetite e letargia intensa.


Tratamento:

Na maioria dos casos a pan-histerectomia (retirada do útero e ovários) é o tratamento mais adequado. Porém, devido ao grave estado clínico em que essas fêmeas chegam às clínicas, geralmente ficam internadas recebendo soroterapia e antibióticos até que possam se submeter ao procedimento cirúrgico.Em alguns casos tem sido tentado o uso de antibióticos e hormônios, porém a cirurgia ainda é o tratamento mais indicado.



Como previnir? CASTRAÇÃO



BIBLIOGRAFIA


http://www.vidadecao.com.br/gato/index2.asp?menu=piometragato.htm
http://www.petsite.com.br/piometra.asp

3 comentários:

pocahontas disse...

estou mto triste , acabei de perder minha poodle ,por esse motivo. Gastei até o que não tinha , mas não consegui, a clínica onde ela ficu não a colocou no soro , estou ainda mais chateada ,o pior é q meus filhos estão viajando e ainda não sabem ,e eles são apaixonados por ela , vai ser mto difícil pra eles .ah meu nome é mary

Marley Marques disse...

Gente, fiquei assustada agora. estava viajando e fiquei fora por 1 mês. Cheguei ontem e percebi que minha gata está mais magra, mas continua ativa, correndo e miando. Cheguei agora a noite do trabalho e vi que onde ela ficou deitada estav com um líquido parecido um pus. Estou percebendo que ela está se lambendo muito na área genital e percebi um líquido saindo de lá. Vim pesquisar e me deparo com isso. Vou ter que correr com ela para um veterinário! Ela já tem quase 14 anos, será que corre muito risco na cirurgia?

Taysen disse...

minha gata esta assim ha dias e eu não levo ela pq ela mora com minha mãe e minha mãe egoísta não quer gastar dinheiro, ai Jesus, implorei para minha mãe levar minha gata e eu já rezei um monte por ela, vou torcer para que possa-se fazer algo para salva-la não sei o que seria da minha vida sem minha Nina.